Visita de estudo ao Centro de Ciência Viva e Borboletário de Constância

Visita de estudo ao Centro de Ciência Viva e Borboletário de Constância

12 de Maio, 2019 0 Por jornaleduga

No passado dia 8 de maio as turmas CEF e Profissional Design Gráfico e Técnico Comercial visitaram o Centro de Ciência Viva e Borboletário da cidade de Constância.

O Centro Ciência Viva de Constância – Parque de Astronomia – é parte integrante da Rede Nacional de Centros Ciência Viva. É gerido por uma Associação privada sem fins lucrativos, e tem como associados a Câmara Municipal de Constância e a Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica. Tem como principal missão divulgar a ciência através das diferentes áreas científicas, nomeadamente a astronomia. O centro foi inaugurado em 19 de Março de 2004. Especialmente construído para este fim, o Centro é composto por um edifício principal com auditório, observatório e planetários e vários módulos exteriores (representação do Sistema Solar, carrossel representando o Sol, a Terra e a Lua, um Globo terrestre, uma Esfera Celeste e um Relógio de Sol Analemático). É dirigido a todos os públicos, crianças, jovens e adultos, tendo uma programação muito especial para escolas, com atividades relacionadas com os conteúdos programáticos definidos para diferentes níveis de ensino.

A primeira exposição visitada foi o planetário totalmente em formato digital onde foi possível observar, durante 24h virtuais, fenómenos ligados à astrologia.

A segunda exposição visitada foi o Avião a Jato, um Lockheed T-33 cedido pelo Força Aérea Portuguesa. Este avião, já está fora de atividade, e foi utilizado para treinar os pilotos Portugueses a pilotar aviões a jato. Depois de uma explicação sobre as capacidades deste avião, da forma de como uma avião voa e de como o corpo humano suporta as forças G’s, foi possível aos alunos entrarem no avião e sentirem, num pequeno simulador, os efeitos que as forças G’s exercerem sobre o corpo humano.

A visita de estudo continuou na direção do Borboletário Tropical. O Borboletário abriu ao público no dia 5 de junho de 2013. Trata-se de um espaço criado para dar a conhecer o mundo das borboletas, contribuindo para o conhecimento da biologia e ecologia destes insetos, servindo assim como modelo para compreender a importância da conservação da diversidade de seres vivos. No interior do Borboletário o tempo está sempre quente e húmido. Desta forma é possível manter vivas, durante todo o ano, borboletas tropicais que esvoaçam por entre a vegetação.

Os alunos, após uma breve introdução, tiveram a possibilidade de observar ao microscópio a constituição das borboletas e de conviver com elas no seu, criado, “habitat natural”.